geral@igrejalighthouse.com

Tenho dúvidas que este povo esteja “salvo”!

Ouvimos falar de percentuais de evangélicos, por exemplo, em Portugal fala-se de 0.5% da população, no Brasil fala-se, entre 30% a 40% da população, há até casos, como em algumas cidades Brasileiras que chegam aos 70% dos habitantes, para a realidade Brasileira um número muito grande. Também, países como EUA, Austrália e Coreia do Sul, fala-se de percentuais grandes.

Terá Deus falhado na criação do homem? Porque é que Deus criou Lúcifer?

Em primeiro lugar, poucos sabem que o mal sempre existiu, mesmo antes da queda de Satanás e da do homem como antítese conceitual do bem.

Deus é o padrão da santidade e a santidade é o padrão de Deus. Deus é o padrão de Deus. Nesse sentido, o mal existia como alternativa abstracta e conceitual, pois tudo quanto Deus era em expressão concreta de sua santidade, determinava a existência do mal como conceito alternativo, oposto à maneira real de Deus ser. Donde concluímos que o “bem real” é eterno como expressão da santidade de Deus, mas que o “mal conceitual” também é eterno como antítese do “bem real”.

Em segundo lugar, o mal moral já existia antes da queda do homem na forma da desobediência, perversão e soberba de Lúcifer, anjo decaído de seu original estado de perfeição angelical (Ez.28:14-15 / Is.14:12-15).

O que o Evangelho, que significa BOA NOVA, pode trazer de boa notícia para a nossa existência?

É verdade que quando as pessoas ouvem falar de Evangelho, elas associam logo isso a religião, aos templos, aos sacerdotes, aos pastores, as hierarquias, ao clero, as doutrinas, as trocas espirituais oferecidas em nome de Jesus, os sistemas, as mecânicas, os negócios com Deus, o toma lá dá cá (tens de fazer a tua parte) que supostamente essa falsa divindade propõe às pessoas.

É isso que as pessoas associam ao termo Evangelho. Mas o Evangelho não tem nada a ver com isso. Isso é um grande estelionato, talvez o maior estelionato da história da civilização humana.

É Pecado viver com ansiedade?

-------------

Não.

Deus ama os ansiosos! “Vinde a mim...Não estejais ansiosos com coisa alguma...”

Deus nos exorta a confiar Nele, porque a ansiedade nos envenena, ela tem o poder para acabar com a vida que tanto queremos preservar. Ela é um veneno, repetitiva, é continuamente um processo de obsessão, ela mata a criatividade. Ao contrário, a paz e o descanso é que são criativos.

Sim vão, bem como todos os heterossexuais, bissexuais, virgens, eunucos, pessoas boas, pessoas más, mentirosos, adúlteros, ladrões, vigaristas, honestos, prostitutas, prostitutos, na verdade vão todos os seres humanos.

A bíblia nos diz que: “Não há um justo, nem um sequer... Todos se extraviaram e juntamente se fizeram inúteis. Não há quem faça o bem, não há nem um só”. (Romanos 3:10-12) 

“Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus;” (Romanos 3:23) 

“...São dignos de morte os que tais coisas praticam e consentem...”(Romanos 1:18-32)

Jesus Cristo falou mais do inferno do que qualquer outro assunto, a certa altura ele diz: “temei, antes, aquele que pode fazer perecer no inferno a alma e o corpo”(Mateus 10:28)