geral@igrejalighthouse.com

O Poder de uma mãe, segundo o evangelho de Cristo!

Paulo na sua primeira carta à igreja de Coríntios, fala da importância da mulher que santifica o seu lar, para que seus filhos não sejam imundos.(I Cor.7:14).

Este é o mais nobre trabalho da mulher, ser mãe que santifica o seu lar. 

Em Génesis 4:17-24, conta a história da descendência de Caim. Como sabem, ele foi o primeiro homicida da história da humanidade, sobre ele, há uma carga “espiritual” de vingança e de ódio. Este Caim teve uma mulher e ela deu à luz Henoch. Este Henoch não é o Henoch da descendência de Seth irmão de Caim, terceiro filho de Adão e Eva. 

Caim construiu uma cidade e colocou o nome de seu filho Henoch, este Henoch gerou um filho de nome Irad, Irad gerou Meujael, Meujael gerou Metusael e Metusael gerou LAMECH. Este LAMECH era um homem mau e foi o primeiro homem que tomou duas mulheres para si. O nome de uma era ADA, e o nome de outra ZILA. 

A 4 de Março de 2019 a igreja Lighthouse faz 1 ano, iniciei este projecto com a minha família e com um grupo de amigos, que acreditam que o cristianismo não é, como nos é apresentado na generalidade. 

Eu nunca quis ser responsável por uma igreja, durante anos sempre pensei que poderia ser útil a ajudar outros ministérios e igrejas, entretanto, há cerca de 11 anos atrás, tive uma experiência que mudou a minha vida por completo. Na cidade de Lancaster, PA, EUA, ao visitar uma réplica do tabernáculo de Moisés, fiz uma pergunta ao guia acerca das vestes do sumo sacerdote, pois ele não o tinha mencionado. Tinha aprendido numa escola bíblica que se algum sacerdote entrasse no lugar santo dos santos e se morresse, as pessoas que ficavam de fora poderiam o puxar. Ao qual o guia responde: "essa corda nunca existiu e que também, não existe nenhum registo nas escrituras, que alguma vez um sacerdote tenha morrido no lugar santo dos santos". Eu fiquei petrificado, fui ao carro buscar a minha bíblia e procurei encontrar versículos que apoiassem aquilo que durante anos acreditei, e para meu espanto, não encontrei nada. O guia tinha razão, eu entrei em choque, pois aprendi com professores de institutos bíblicos, escolas bíblicas e pastores de renome mundial, que o sacerdote tinha a tal corda...E fiz uma pergunta a mim mesmo: “Se eu estou enganado neste assunto, em que assuntos mais estarei?”

Esta experiência mexeu muito comigo. A partir desse dia, tomei uma decisão de voltar a ler a bíblia, com muita atenção, sem apoio de mais nenhuma instituição bíblica e nem notas de rodapé, que encontramos em muitas bíblias de estudo, apenas eu e o melhor professor de todos os tempos, o Espírito Santo. 

Desde então, tenho apanhado vários sustos e choques, que colidem com os dogmas da maior parte das igrejas e escolas bíblicas. Passei a ter conflitos internos, no meu coração, as igrejas por onde passei, tinham as suas regras e dogmas, os quais, eram contrárias ao que lia nas escrituras. Podem imaginar, que passei tempos difíceis, até que, tomei a decisão: "Vou iniciar o projecto da igreja Lighthouse".

Considero o estudo das dispensações um estudo perigoso, porque tem gerado um transtorno no evangelho de Cristo, dando à luz múltiplos evangelhos, no mínimo conheço três. 

Eu acredito veemente, que o evangelho de Cristo é só um e que desde a fundação do mundo tem vindo a ser pregado e continuará a ser pregado até ao fim dos tempos. O que pode mudar é o nosso conhecimento sobre o mesmo, vou dar um exemplo; uma mulher grávida faz várias ecografias e em todas as ecografias surgem novas informações sobre o estado do seu bebé, o bebé é o mesmo, as informações vão sendo reveladas, o conhecimento sobre o estado do bebé é cada vez mais especifico e claro. O mesmo acontece com o evangelho, ao longo dos tempos, a revelação sobre o evangelho foi ficando mais clara, até que o próprio evangelho encarnou em Jesus Cristo. Jesus Cristo é o evangelho, é a palavra viva de Deus, que andou no nosso meio e clarificou a mensagem. Hoje não precisamos mais de acrescentar novas informações sobre o evangelho, porque as escrituras sagradas já o dizem, quer no VT, quer no NT: “Maldito o homem que acrescenta ou retira um til à palavra de Deus”. 

Deus é imutável

(Sl.18:31 / Mat.7:24-27 / Mal.3:6 / Heb.13:8 / Tg.1:17 /Rom.8:38-39 / Deut.23:19 / Is.49:15)

Deus é Omnisciente

(Is.40:28/ Gen.3 / Ecl.12:12/ Ecl.1:9 / Ex.15:11/ Is.44:20/ I Ped.4:15/ IPed.5:7 /Sl.18:30)

Deus é omnipotente 

(Job 20:1-14/ Jer.32:17-18/ Rom.1:20 /Mt.28:18/ Sl.147:5 / Ef.1:18-21 / Mt.8:27)

Deus é Soberano 

(Jer.18:1-6/ João 19:11/ I Crón.29:11-12/ Ef.1:11/ Filip.2:9/ Sl.115:3/ Daniel 4:35/ Is.14:24)

-------------------------------------

Estas são 4 de muitas características do que Deus é.

Se me perguntarem, se Deus já sabe o fim? Eu respondo que sim, pois Ele é.

Em Ecl.3:15 o rei Salomão cita algo fantástico: “O que é, já foi, e o que há-de ser, também já foi; e Deus pede conta do que passou”.

Eu sou homem, mas tenho de dar a mão à palmatória. Há uma grande crise nos homens e de homens. Esta crise, é uma crise que tem vindo acentuar-se, mas que já vem de longa data. Há medida que o papel do homem tem vindo a degradar, a família e não só, tem vindo a degradar também. 

O homem é diferente da mulher, não é melhor nem pior, tem é um papel diferente que Deus lhe atribuiu. Não faço parte de nenhum movimento machista, mas o homem tem perdido o seu brilho, de se assumir como um verdadeiro homem à luz do evangelho de Cristo. 

Deus criou princípios que quando alterados, por nós, criam graves problemas. Deus criou o homem para ser o líder da família, para dominar, não do modo como alguns poderão estar a pensar, mas do modo como Deus decidiu que deveria ser. Gosto da expressão de Deus: “Macho e Fêmea os criou...”. O homem tem de ser macho e a mulher fêmea. Quando assim falamos, os movimentos feministas se levantam contra, eu até entendo, porque de facto a expressão macho e fêmea têm sido mal interpretado por todos nós, daí que, volto a dizer estamos em crise nos homens e de homens.