geral@igrejalighthouse.com

Uma das maiores promessas do Evangelho de Cristo, a Ressurreição de Mortos!

Abraão foi justificado pela fé em Deus. “Pois, que diz a escritura? Creu Abraão a Deus, e isso lhe foi imputado como justiça.” (Romanos 4:3)

Abraão viu o dia de Cristo, quem o disse foi o próprio Jesus: “Abraão, vosso pai, exultou por ver o meu dia, e viu-o, e alegrou-se” (João 8:56). 

Abraão ouviu o evangelho de Cristo: “Ora, tendo a escritura previsto que Deus, havia de justificar, pela fé, os gentios, anunciou primeiro o evangelho a Abraão, dizendo: Todas as nações serão benditas em ti”. (Gálatas 3:8

O apostolo Paulo diz que “através do evangelho, descobrimos a justiça de Deus...” (Rom.1:17)

Todo o homem que crer no evangelho de Cristo é justificado diante de Deus pela fé, assim sendo, seus pecados são perdoados e tem a vida eterna. (Rom.5:1-2)

Ao ouvirmos o evangelho de Cristo, descobrimos promessas maravilhosas: A primeira promessa é a vida eterna com Deus, a todos os que crêem no evangelho de Cristo: “Estas coisas vos escrevi, para que saibais que tendes a vida eterna, e para que creiais o nome de Filho de Deus”. (I João 5:13). 

A segunda grande promessa do evangelho de Cristo é a ressurreição. Todos aqueles que, pela fé no evangelho de Cristo crêem, no dia de Cristo, serão ressurrectos para toda a eternidade. A vida eterna sem a ressurreição não é completa.

Quem não crê na ressurreição, não está justificado pela fé. É duro, mas é a verdade. É por isso que eu, ando muito indignado com muitas igrejas, que falam de tudo nos seus cultos, menos das promessas mais importantes que o evangelho trás até nós: A promessa da vida eterna e a ressurreição. Quando falamos de ressurreição, o primeiro pensamento que vem, é a ressurreição de Cristo, todos concordamos que Cristo ressuscitou dos mortos. No nosso subconsciente, a ressurreição tem a ver apenas com Cristo. Celebramos a Páscoa e a Ceia do Senhor, somente a pensar que Ele ressuscitou. Sim é verdade, mas esta ressurreição, vem para todos os que nele crêem, todos os que estão em Cristo, vamos ser ressuscitados e viveremos eternamente com Ele. 

Na sua primeira carta aos Coríntios, Paulo explica com bastantes detalhes, a importância da nossa fé na ressurreição. No capitulo 15, ele começa por alertar aos que creram em vão (v.2); você sabe que, hoje, muitos dos cristãos, crêem em vão, crêem num evangelho falso, até porque estes assuntos deixaram de ser mencionados nas igrejas. Os nossos cultos andam invadidos de muita música e show e palestras motivacionais, estilo vídeos TEDEX. E poucos são os que verdadeiramente dão a doutrina certa do evangelho de Cristo. Paulo diz: “Ora, se se prega que Cristo ressuscitou dos mortos, como dizem alguns de entre vós que não há ressurreição de mortos? E se não há ressurreição de mortos, também Cristo não ressuscitou; E, se Cristo não ressuscitou, logo é vã a nossa pregação, e também é vã a vossa fé (...) Porque, se os mortos não ressuscitam, também Cristo não ressuscitou...é vã a vossa fé, e ainda permaneceis nos vossos pecados; e, também os que morreram em Cristo estão perdidos. Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens.” ( I Cor.15:12-19). 

Paulo disse uma das maiores verdades; quem não crê na ressurreição de mortos, isto é, que todos nós, os que cremos, vamos também ressuscitar, então não crê que Cristo ressuscitou, quem só tem esperança em Cristo para esta vida, torna-se o mais miserável homem ou mulher...e é isso que exactamente parece que está a acontecer nas igrejas. As pessoas têm uma fé baseada para esta vida, para que tudo dê certo nesta vida; um emprego novo, uma casa nova, felicidade, casamento bom, muito dinheiro, etc...Paulo diz que é uma fé vã, e se nós não estamos, em expectativa, ou não cremos na nossa própria ressurreição, então ainda permanecemos em nossos pecados, isto é, estamos perdidos, ainda não estamos verdadeiramente justificados diante de Deus. 

Abraão foi salvo como? Pela fé e não pelas obras. Fé em quê? No evangelho de Cristo, fé na vida eterna com Deus e na sua própria ressurreição. Abraão viu o dia de Cristo. Qual foi o dia que ele viu? Não somente viu a cruz, mas acima de tudo, ele viu o dia de Cristo, o dia da ressurreição, dos que já morreram em Cristo, e dos que estarão vivos nessa altura. “Mas cada um por sua ordem: Cristo as primícias, depois os que são de Cristo, na sua vinda; Depois virá o fim...(I Cor.15:23). Cristo foi o primeiro a ressuscitar, e todos nós, ressuscitaremos também. O plano da salvação termina quando o último inimigo é vencido, esse inimigo chama-se, a morte. 

“E agora digo isto, irmãos: que a carne e o sangue não podem herdar o reino de Deus, nem a corrupção herda a incorrupção. Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade nem todos morrerão, mas todos seremos transformados; num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados...(...)...E, quando isto que é corruptível se revestir da incorruptibilidade, e isto que é mortal se revestir da imortalidade, então cumprir-se-á a palavra que está escrita: Tragada foi a morte na vitória...” (I Cor.15:50-55). 

O nosso actual corpo não pode herdar o reino de Deus, e é por isso que receberemos um corpo novo, incorruptível, imortal, e quando será isso? No dia de Cristo. Nesse dia, várias coisas acontecem: Será o arrebatamento, a morte será para sempre vencida, os que morreram em Cristo serão os primeiros a receber a ressurreição (corpo novo) e os que viverem nesse tempo são transformados, deixando o corpo corruptível e recebendo um corpo incorruptível. Para muitos o que acabei de escrever parece ficção cientifica, um filme de Spielberg, mas quem realmente crê, pela fé nesta boa nova, que é a promessa do evangelho, terá a vida eterna, quem não crê, não tem a vida eterna, e a sua fé é vã. O evangelho de Cristo sem a promessa da vida eterna e da ressurreição, é vão e não salva, não justifica. O Salário do pecado é a morte, nossos pecados são vencidos quando o último inimigo é vencido, a morte! 

“Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim, também os que em Jesus morreram, Deus os tornará a trazer com ele. Dizemo-vos, pois, isto, pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos, para a vinda do Senhor, não precederemos os que estão mortos. Porque o mesmo Senhor descerá do céu, com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitaram primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles, nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor”. ( I Tess.4:14-18).

Para mim é muito claro, o dia de Cristo ( II Tess.2:1), é o dia em que tudo isto vai acontecer, é o dia que Abraão viu e creu...as pessoas que já correram e são salvos em Cristo, porque creram neste evangelho maravilhoso de Cristo, irão ressuscitar primeiro. Muitos pensam, como eu também pensava, que os sepulcros vão se abrir, e vemos os cadáveres a ressuscitar. Mas não isso que as escrituras dizem para esse dia, o dia de Cristo. Não será como aconteceu no dia da morte de Cristo, quando o véu do templo se rasgou, e abriram-se os sepulcros, porque alguns sepulcros se abriram e muitos corpos de santos, que estavam mortos ressuscitaram na cidade santa (Jerusalém) e apareceram a muitos. (Mateus 27:50-53).

Esta ressurreição de alguns santos foi um sinal, uma sombra daquilo que vem. Tanto Lázaro como estes que ressuscitaram no dia da morte de Cristo, foi uma ressurreição para esta vida, mais tarde, tanto Lázaro como estes, voltaram a morrer, seus corpos corruptível não herdam o reino de Deus. 

A ressurreição que o evangelho de Cristo promete, é a ressurreição em corpo incorruptível, glorioso, não para este mundo, mas para a vida eterna com Deus...novos céus e nova terra virá para todos os que crêem. ALELUIA. 

A ressurreição para ser ressurreição precisa de voltar ao corpo. Sem corpo não há ressurreição. Os que morreram em Cristo ainda não ressuscitaram, só no dia de Cristo é que ressuscitarão. “Mas cada um por sua ordem: Cristo as primícias, depois os que são de Cristo, na sua vinda; Depois virá o fim...(I Cor.15:23). 

Alguém pergunta: Onde estão agora os que morreram em Cristo? Estão com Deus! Quando a bíblia se refere à palavra: “Os que dormem...” muitos pensam que os mortos, crentes, estão a dormir à espera do dia de Cristo. A Expressão dormir, é como uma expressão dócil, no sentido, de não declarar a morte. Porque a morte é vencida no dia de Cristo. O que ainda não aconteceu. Neste momento os corpos dos falecidos irmãos em Cristo estão em pó, desfeitos, corrompidos, por causa da sua corruptibilidade.  Mas quando Cristo vier, eles virão com Cristo para receberem o corpo novo, então, nesse momento dá-se a ressurreição para eles. Glória a Deus! Serão os primeiros, e a geração dos crentes que vivem nesse tempo, serão a seguir a eles, num abrir e fechar de olhos, serão transformados com um corpo novo também, e assim termina o processo da ressurreição de mortos. Que mortos? Todos? Não Somente, os que pela fé crêem, como o crente Abraão creu também, vendo o dia de Cristo. Aleluia! 

“Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim, também os que em Jesus morreram, Deus os tornará a trazer com ele. Dizemo-vos, pois, isto, pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos, para a vinda do Senhor, não precederemos os que estão mortos. Porque o mesmo Senhor descerá do céu, com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitaram primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles, nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor”. ( I Tess.4:14-18). 

É urgente que os cristãos creiam nisto. Porque senão a fé deles, é uma fé vã.