geral@igrejalighthouse.com

Estou assustado!

Porque a evangelização é fraca, o modo como estamos a explicar o evangelho de Cristo às pessoas, está idêntico, ao modo como os Judeus faziam prosélitos. O que é um prosélito, é um gentio convertido ao judaísmo. Jesus referiu-se a isso em Mateus 23:15- “ Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! Pois que percorreis o mar e a terra, para fazer um prosélito; e, depois de o terdes feito, o fazeis filho do inferno, duas vezes mais do que vós”.

Fiz duas sondagens a cristãos: a primeira pergunta dizia: “Achas que o cristão pode perder a unção de Deus?” 70% para o Sim e 30% para o Não.  A segunda pergunta dizia: “Para entrar no Reino de Deus ou para herdar a vida eterna, Só há um caminho, que é a obediência a Deus”. 73% para verdadeiro e 27% para falso.

Assim sendo, esta sondagem assusta-me muito, fica a dúvida: Estamos nós, cristãos, a evangelizar correctamente? Estamos a converter verdadeiros cristãos ou “prosélitos cristãos”? Será que esta geração de cristãos está mesmo salva?

A bíblia é muito clara para mim, com respeito à vida eterna com Deus. Somos salvos pela fé em Deus, justificados pela fé no evangelho de Cristo. Basta ler os evangelhos, e uma das melhores cartas que Paulo escreveu sobre fé em Deus, a carta aos Romanos. “Sendo, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo” (Rom.5:1). No capitulo 4, Paulo fala do exemplo de Abraão, que foi justificado pela fé e não pelas obras. Salvação não tem nada a ver com boas acções ou sermos boas pessoas. No capitulo 1 de Romanos, Paulo explica tão bem, que o evangelho de Cristo, é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê...o justo viverá da fé. Jesus Cristo tantas vezes falou: “ Aquele que crê em mim tem a vida eterna, mas quem não crê, já está condenado” . O apostolo João numa das suas carta dizia: “Estas coisas vos escrevi, para que saibais, que tendes a vida eterna, e para que creiais no nome do Filho de Deus”.(I João 5:13). 

Fora disto não existe Salvação. Quem não crê assim, está condenado. Infelizmente, muitos crêem em Deus, em Jesus, mas crêem num evangelho falso. Quem crê num evangelho falso, não pode herdar a vida eterna. Pense no seguinte: Se Jesus e os apóstolos, nos alertaram, para termos cuidado com os falsos apóstolos e os falsos profetas, porquê? Porque eles são portadores de falsos evangelhos, ensinam coisas que Deus nunca falou. Citam passagens distorcidas que levam em erro quem os ouve. 

Vou dar um exemplo, que penso que todos conhecem bem e creio que concordarão comigo: Imagine uma pessoa, que se diz cristão, devoto(a) à virgem Maria, que crê que ela é co-redentora com Cristo, a chamada “mãe” de Deus, que pratica a idolatria, faz pedidos a Deus através das imagens de escultura e cumpre todas as promessas que faz à virgem, que diz, que crê em Jesus Cristo, e que é boa pessoa, eu pergunto: É assim que a pessoa é justificada diante de Deus? É assim que tem a vida eterna com Deus? Digo com toda a autoridade, dada pela palavra de Deus, que não. Porquê? Porque a palavra de Deus diz, que os idolatras não entram no reino de Deus. Deus proíbe a prática da idolatria, seja de que forma for. Jesus não dá a sua glória a mais ninguém. O único redentor, só existe um, e não tem vice, nem co-, seu nome é Jesus Cristo.

Voltando ás sondagens; quando a maioria acha que podemos perder a unção de Deus, e que temos de obedecer a Deus para entrar no seu Reino, mostra-me, que a nossa mente ainda pensa muito em OBRAS. Isto é, achamos que se não fizermos certas coisas para agradar a Deus, não somos merecedores da vida eterna. Ora esse pensamento é FALSO. Porque não há nada no homem, não há nada em nós de bom. Todos pecamos e estávamos todos condenados ao inferno. Mas Deus, na sua infinita misericórdia, dá a vida eterna a todos os que Crêem Nele, pela fé em Cristo Jesus. Jesus Cristo é Deus encarnado, isto é, se fez carne, se fez homem, para nos salvar da nossa condenação eterna. Quem crê nisso, pela fé, tem a vida eterna, quem não crê continua condenado. (João 3:36). 

A unção de Deus, ele dá a todos os que pela fé crêem em Cristo Jesus: "Quanto a vós outros, a unção que dele recebestes permanece em vós, e não tendes necessidade de que alguém mais vos ensine sobre isso. No entanto, a unção que dele procede é verdadeira, não construída sobre a mentira, e vos ensina sobretudo o que precisais saber. Permanecei, pois, nele assim como Ele vos ensinou. Os verdadeiros filhos de Deus” (I João 2:27) 

Muitos pensam que podem perder a unção de Deus, usam a história o rei Saúl. Mas Saúl nunca perdeu a unção de Deus. O que ele perdeu foi o reinado, e Deus disse-lhe, através do profeta Samuel, que o iria substituir por alguém, segundo o coração de Deus. (I Samuel 13). 

David sempre se recusou a levantar-se contra o “ungido de Deus”, e na morte de Saúl, o mensageiro que trouxe a notícia a David, sobre a morte de Saúl, foi morto a mando de David, porque não teve respeito pelo “ungido de Deus” referindo-se David a Saúl.

Saúl teve um funeral de estado, foi honrado por David, e lembrado ao povo, como “o ungido de Deus”. (I Samuel 26 e II Samuel 1) 

Ser ungido do Senhor, não significa que a pessoa vai ter sucesso garantido, há muitos ungidos do Senhor sem sucesso. A unção, como João mencionou, ela serve para o ensino e capacitar pessoas para uma função. Ela permanece em nós, independentemente se você obedece a Deus ou não. Ela capacita-nos, mas não dá garantias de nada, o potencial está lá, mas se você for preguiçoso, desleixado, beberão, murmurador, vai ter problemas. Há quem use a história de Sansão para provar que ele perdeu a unção, o que ele perdeu foi a força, ele ficaria sem a força se rapasse o cabelo. O potencial de Sansão nasceu com ele, devido ao voto nazireu de Deus, ele não podia beber vinho ou bebida forte, comer coisas consideradas imundas, e o cabelo não podia ser cortado (Juizes 13:4-5); Na prisão o cabelo voltou a crescer e sua força foi recuperada. E na sua morte, matou mais filisteus do que matara em sua vida. Todos os cristãos que verdadeiramente crêem em Cristo Jesus e no seu evangelho, têm a unção de Deus, potencial, mas não garante nada, a não ser que, alinhemos a nossa vida à vontade de Deus. Ela está lá, mas de nada nos aproveita.   

A desobediência a Deus dá maus resultados, traz consequências graves à nossa vida, mas não é por desobedecer a Deus que não temos a vida eterna. Muitos cristãos, acreditam que se desobedecermos a Deus não entramos no Reino de Deus. Se assim fosse, então, ninguém entraria no Reino de Deus. Vamos ser honestos, quem é que faz tudo certinho e nunca desobedece a Deus? Se alguém disser: Eu, vou ter que orar por um mentiroso. Todos nós, cristãos desobedecemos a Deus, de uma maneira ou de outra, todos pecamos, se alguém disser que não peca mais, é mentiroso. A vida eterna é gratuita, é dada por Deus a todos os que crêem Nele e no seu filho, pela fé. Tudo o que você queira fazer a mais para merecer a vida eterna, você volta ás obras da carne, porque, em nós, não há nada bom, não há nada que possamos fazer para a merecer. É pela fé que somos justificados, e não porque temos mais unção ou porque obedecemos mais. 

Muitos acreditam que o rei Saúl foi parar ao inferno. Mas as escrituras não dizem isso, considerado e lembrado por David como o "ungido do Senhor". Não foi a salvação que ele perdeu, mas sim o reinado. Sansão perdeu a oportunidade de viver mais tempo, podia ter sido, muito mais usado por Deus, com muitas mais histórias, alguns pensam que Sansão perdeu a salvação, no entanto ele vem mencionado em Hebreus 11:32 como um de muitos heróis da fé. 

Estou assustado sim. Que evangelho andamos a ouvir? Pensa nisso.