geral@igrejalighthouse.com

Considero o estudo das dispensações um estudo perigoso, porque tem gerado um transtorno no evangelho de Cristo, dando à luz múltiplos evangelhos, no mínimo conheço três. 

Eu acredito veemente, que o evangelho de Cristo é só um e que desde a fundação do mundo tem vindo a ser pregado e continuará a ser pregado até ao fim dos tempos. O que pode mudar é o nosso conhecimento sobre o mesmo, vou dar um exemplo; uma mulher grávida faz várias ecografias e em todas as ecografias surgem novas informações sobre o estado do seu bebé, o bebé é o mesmo, as informações vão sendo reveladas, o conhecimento sobre o estado do bebé é cada vez mais especifico e claro. O mesmo acontece com o evangelho, ao longo dos tempos, a revelação sobre o evangelho foi ficando mais clara, até que o próprio evangelho encarnou em Jesus Cristo. Jesus Cristo é o evangelho, é a palavra viva de Deus, que andou no nosso meio e clarificou a mensagem. Hoje não precisamos mais de acrescentar novas informações sobre o evangelho, porque as escrituras sagradas já o dizem, quer no VT, quer no NT: “Maldito o homem que acrescenta ou retira um til à palavra de Deus”. 

Já várias vezes mencionei, que existe uma grande diferença entre doutrina e dogma, a doutrina nunca pode ser mudada, é e será, sempre a mesma. O dogma é o conhecimento que o homem tem sobre a doutrina. O que muda, e o que pode melhorar ou até piorar é o conhecimento que temos sobre o evangelho. Daí que muitos o têm transtornado, conforme o apostolo Paulo diz na sua carta aos Gálatas 1:6-9 – “Maravilho-me de que tão depressa passásseis daquele que vos chamou à graça de Cristo para outro evangelho; O qual não é outro, mas há alguns que vos inquietam e querem transtornar o evangelho de Cristo. Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema. Assim, como já vo-lo dissemos, agora de novo também vo-lo digo. Se alguém vos anunciar outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema.

O evangelho de Cristo é o mesmo e único, desde sempre, vejamos o que a bíblia nos diz:

I Cor.15:1-4 – “Também vos notifico, irmãos, o evangelho que já vos tenho anunciado; o qual também recebestes, e no qual também permaneceis. Pelo qual também sois salvos se o retiverdes tal como vo-lo tenho anunciado; se não é que crestes em vão. Porque primeiramente vos entreguei o que também recebi: que Cristo morreu por nossos pecados, segundo as Escrituras, E que foi sepultado, e que ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras”.

À primeira vista, parece que Paulo, fala de um evangelho dele próprio, “o evangelho que já vos tenho anunciado”. Mas ao continuar a ler, ele diz: “primeiramente vos entreguei o que também recebi: que Cristo morreu por nosso pecados, segundo as Escrituras”. Paulo não teve uma segunda revelação do evangelho, nem anunciou um outro evangelho, senão aquele que ele recebeu pelas Escrituras. Que escrituras? As existentes na altura, o novo testamento, tal e qual como o conhecemos hoje, naquela altura ainda não estava escrito. As Escrituras que Paulo se refere, é o que durante anos e séculos os profetas falaram, anunciando o Messias. 

Em Lucas 24:26-27, Jesus mencionou que desde Moisés, e por todos os profetas, explicava-lhes o que dele se achava em todas as Escrituras. Isto é, em todas as Escrituras antigas, muito se escreveu sobre Cristo. Ao falarmos sobre Cristo, estamos a falar do evangelho de Cristo. O mesmo que foi revelado ao ap.Paulo, e também o mesmo que foi revelado ao Abraão, pois, o próprio Cristo disse-o: "Abraão, vosso pai, exultou por ver o meu dia, e viu-o, e alegrou-se. Disseram-lhe, pois, os judeus: Ainda não tens 50 anos, e viste Abraão? Disse-lhe Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que, antes que Abraão existisse, eu sou. Então pegaram em pedras para lhe atirarem; mas Jesus ocultou-se, e saiu do templo, passando pelo meio deles, e assim se retirou." (João 8:56-59). E Paulo na sua carta aos Gálatas confirmou que Abraão ouviu o evangelho (Gál.3). 

Em actos 10:43, referindo-se a Cristo diz: “A este dão testemunho todos os profetas, de que todos os que nele crêem receberão o perdão dos pecados pelo seu nome”. Ora se isto não é o evangelho, é o quê? Em Salmos 16:10, o rei David fala sobre o evangelho, referindo-se a Cristo: “Pois não deixarás a minha alma no inferno, nem permitirás que o teu Santo veja corrupção”. Em Atos 2:27, Pedro faz referência ás palavras proféticas de David. Ora todos os profetas e até David falam de Cristo, Cristo é as Boas Novas, ele é o próprio evangelho encarnado, a palavra do Deus vivo. Que desde a fundação do mundo tem vindo a anunciá-lo e até ao fim do mundo, será sempre anunciado.(Mat.24:14). 

Um dos profetas que pregou o evangelho, foi o profeta Isaías, podemos ler parte desse evangelho em Isaías 53:8-10 – “Da opressão e do juízo foi tirado; e quem contará o tempo da sua vida? Porquanto foi cortado da terra dos viventes; pela transgressão do meu povo ele foi atingido. E puseram a sua sepultura com os ímpios, e com o rico na sua morte; ainda que nunca cometeu injustiça, nem houve engano na sua boca. Todavia, ao Senhor agradou moê-lo, fazendo-o enfermar; quando a sua alma se puser por expiação do pecado, verá a sua posteridade, prolongará os seus dias; e o bom prazer do Senhor prosperará na sua mão”.

o Eunuco de Actos 8:30-31, ele lia o livro do profeta Isaías, e foi em cima dessas Escrituras, que Filipe explicou a quem se referia as Escrituras e o Eunuco creu e foi salvo pela fé no evangelho transmitido pelas palavras do profeta Isaías, com das explicações de Filipe. 

Paulo diz a Timóteo algo muito importante,– “Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste, e de que foste inteirado, sabendo de quem o tens aprendido,
E que desde a tua meninice sabes as sagradas Escrituras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus
”. II Timóteo 3:15

O que é que o Timóteo aprendeu? As sagradas Escrituras, as antigas, porque as novas, isto é, o novo testamento ainda não estava escrito. As sagradas Escrituras ensinou Timóteo que a salvação é pela fé que há em Cristo Jesus. O evangelho continua a ser o mesmo evangelho que Abraão ouviu e que o salvou, sendo justificado pela fé em Cristo Jesus, Abraão viu o dia de Cristo.

Sendo de novo gerados, não de semente corruptível, mas da incorruptível, pela palavra de Deus, viva, e que permanece para sempre”.(1 Pedro 1:23).

A palavra de Deus, o evangelho de Cristo permanece para sempre, é incorruptível, não pode ser mudado. As sagradas Escrituras são inspiração de Deus, desde sempre, desde a fundação dos mundos...

 

Apocalipse 13:8 – “E adoraram-na todos os que habitam sobre a terra, esses cujos nomes não estão escritos no livro da vida do Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo”.

Efésios 1:4 – “Como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para que fôssemos santos e irrepreensívelis diante dele em amor...”


Mateus 25:34 – “Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo”;

E mais passagens poderia escrever neste artigo, o evangelho é só um. É por isso que rejeito a doutrina das dispensações e os múltiplos evangelhos. Sei que, muitos irão dizer que sou um falso pregador, mas já estou como o apostolo Paulo: “Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê; primeiro do judeu, e também do grego. Porque nele se descobre a justiça de Deus de fé em fé, como está escrito: Mas o justo viverá pela fé”.  (Romanos 1:16,17

Deus abençoe e que Deus continue a dar-nos graça.