geral@igrejalighthouse.com

A 4 de Março de 2019 a igreja Lighthouse faz 1 ano, iniciei este projecto com a minha família e com um grupo de amigos, que acreditam que o cristianismo não é, como nos é apresentado na generalidade. 

Eu nunca quis ser responsável por uma igreja, durante anos sempre pensei que poderia ser útil a ajudar outros ministérios e igrejas, entretanto, há cerca de 11 anos atrás, tive uma experiência que mudou a minha vida por completo. Na cidade de Lancaster, PA, EUA, ao visitar uma réplica do tabernáculo de Moisés, fiz uma pergunta ao guia acerca das vestes do sumo sacerdote, pois ele não o tinha mencionado. Tinha aprendido numa escola bíblica que se algum sacerdote entrasse no lugar santo dos santos e se morresse, as pessoas que ficavam de fora poderiam o puxar. Ao qual o guia responde: "essa corda nunca existiu e que também, não existe nenhum registo nas escrituras, que alguma vez um sacerdote tenha morrido no lugar santo dos santos". Eu fiquei petrificado, fui ao carro buscar a minha bíblia e procurei encontrar versículos que apoiassem aquilo que durante anos acreditei, e para meu espanto, não encontrei nada. O guia tinha razão, eu entrei em choque, pois aprendi com professores de institutos bíblicos, escolas bíblicas e pastores de renome mundial, que o sacerdote tinha a tal corda...E fiz uma pergunta a mim mesmo: “Se eu estou enganado neste assunto, em que assuntos mais estarei?”

Esta experiência mexeu muito comigo. A partir desse dia, tomei uma decisão de voltar a ler a bíblia, com muita atenção, sem apoio de mais nenhuma instituição bíblica e nem notas de rodapé, que encontramos em muitas bíblias de estudo, apenas eu e o melhor professor de todos os tempos, o Espírito Santo. 

Desde então, tenho apanhado vários sustos e choques, que colidem com os dogmas da maior parte das igrejas e escolas bíblicas. Passei a ter conflitos internos, no meu coração, as igrejas por onde passei, tinham as suas regras e dogmas, os quais, eram contrárias ao que lia nas escrituras. Podem imaginar, que passei tempos difíceis, até que, tomei a decisão: "Vou iniciar o projecto da igreja Lighthouse".

Assim que o fiz, muitos dos meus conhecidos, desde pastores a irmãos em Cristo deixaram de conviver comigo, alguns passavam na rua e evitavam de me cumprimentar, como se de um leproso tratasse. Fiquei eu, a minha família e poucos amigos. Comecei aos poucos a ensinar o que eu creio que as escrituras sagradas nos ensinam, principalmente o evangelho de Jesus Cristo, alguns no inicio balançaram e saíram da igreja, pois eu entendo que não é fácil, ouvir o que nunca ouvimos e que durante anos e anos nos foi incutido como verdade absoluta. Com isso, não quero de maneira nenhuma, que me interpretem mal, pensando que eu sei tudo e que os outros nada sabem. Não. Isso não é verdade, mas o que eu tenho aprendido com a leitura da bíblia, isso sim, ensino e passo a todos os que ouvem. Uma coisa eu sei, quero conhecer cada vez mais a verdade e passar aos outros o evangelho de Cristo, o mais puro possível.  

A boa notícia é que não estou sozinho, conheço pastores e líderes de igrejas que estão no mesmo caminho, querem conhecer melhor o evangelho de Cristo e vivê-lo na simplicidade do mesmo. Estes não são conhecidos a nível mundial, não aparecem na TV, nem estão ligados à politica. São pessoas de origem eclesiástica diversa, uns nasceram na igreja Baptista, outros da igreja Presbiteriana, outros da igreja Pentecostal, enfim...pessoas, como eu, cansados de dogmas mal explicados, que têm levado, por vezes, à loucura muita boa gente. Se me perguntarem: “Se não tenho medo de ficar só e ninguém me seguir?” Eu respondo que não. Nunca ficamos sós, primeiro, porque Deus vive em mim, em segundo lugar, há mais que crêem, podemos não ser a maioria, mas eu não procuro ser a maioria, pois não tenho que provar nada a ninguém, e quando prego ou escrevo sobre algum assunto polémico aos olhos de alguns, não o escrevo para provar que tenho razão, escrevo, porque é o que creio. 

Termino, este meu primeiro texto de 2019, partilhando com vocês algo que já tem algum tempo no meu coração. Nenhum de nós temos revelações ou novas revelações. Tudo o que é preciso saber, Deus já o fez saber, pelos seus antigos profetas, pelo seu Filho e pelos apóstolos de Jesus Cristo, isto é, os antigos apóstolos, os que vêem mencionados no novo testamento. Tudo foi deixado escrito para nosso ensino. Assim sendo, é o Espírito Santo que nos faz lembrar tudo o que foi dito e se algo nos parece uma revelação, não é nada mais nada menos do que Ele a testificar em nosso coração o que já foi revelado. 

Durante anos pensei, que a redenção da humanidade devia-se ao facto do homem ter pecado no Éden, e por causa disso, Deus teve que arranjar um plano, plano esse que iniciaria um processo de redenção humana baseada em um relacionamento de causa efeito. Daí que hoje, existe três grandes linhas de pensamento: a primeira diz que Deus nos salva se...aí vem um role de dogmas, regras, obras de bondade e caridade que temos de executar aqui na terra, para que sejamos merecedores de sermos ouvidos e merecedores da nossa entrada no céu. A segunda diz que Deus já nos salvou pela sua infinita graça e que Ele mesmo escolheu, elegeu, as pessoas que irão ser salvas e entrar no céu, Ele já escolheu também, as que irão perecer no inferno eternamente, visto que existe a semente maligna, os filhos do diabo e a boa semente, os filhos de Deus e como Ele é soberano, neste caso, Ele é que faz a escolha. Por último, a terceira, é a que mais se aproxima da verdade, diz que somos salvos pela graça de Deus por intermédio da fé, e que em Cristo Jesus temos a vida eterna com Deus, cabe ao homem a escolha de decidir crer ou não, visto que todos pecaram e destituídos estávamos da glória de Deus. Uma vez que a pessoa faz a sua escolha de crer, logo que se torna um filho de Deus o seu nome fica escrito no livro da vida, e nunca perderá a sua salvação, visto que fomos selados pelo Espírito Santo da Promessa. As ovelhas de Cristo nunca serão arrebatadas das mãos do Pai! 

Até que, ao ler a bíblia com atenção, descobri, que a nossa redenção ela se deu muito antes da criação. O pecado não teve origem no homem, mas sim no diabo. A nossa redenção aconteceu desde, ou melhor, antes da fundação do mundo. (Apoc.13:8 / João 17:5 / João 17:24 / João 1:1-11). 

Hoje, para mim, é uma convicção muito forte ao afirmar:  “que o Cordeiro foi imolado antes da fundação do mundo”. Sei que vou ser criticado e provavelmente, irei ter a maioria contra, pois, deita por terra toda uma construção teológica de séculos que o Cristianismo construiu. 

Apenas ficarei mais por esta próximas linhas: “Deus é. Mas todas as outras vidas nascem da doação da Vida. Alguém doa vida a fim de que alguém nasça, assim como a semente morre para que possa dar muito fruto. Nós pensamos que sem vida não há morte. Mas Jesus ensinou no Evangelho que sem morte não há vida. Todas as coisas e todos os seres e mundos começaram a ser criados quando Aquele que é Deus decidiu não ser Deus, e, assim, entregou Sua Vida para gerar vidas. Quando o Cordeiro era imolado antes de existir qualquer coisa, essa Vida doada gerou a possibilidade de todas as formas de existência. Por isto se diz que tudo foi criado por Ele, por meio Dele, e para Ele”.

É por isso que eu creio que a graça de Deus foi revelada a Paulo, mas ela é, desde antes a fundação do mundo. Antes de existir Moisés e a lei, antes de existir Israel, antes de existir Adão e Eva, antes de existir os anjos, antes de existir o diabo, antes de existir seja o que for. Deus morre a fim de criar a vida. Assim sendo, é antes da fundação do mundo que nascem todos os mundos e todas as formas de existência, as quais são criadas pela Vida de Deus, e com liberdade de evoluir, crescer, se adaptar, procriar, ser eliminado...E isto por biliões de anos, conforme nossas medições precárias de tempo. 

O Éden não foi um erro de Deus, a criação do homem não foi um erro de Deus.

“Aquilo a que chamamos ‘catástrofe’ é própria matéria da criação!

Assim, a catástrofe da Cruz é a catástrofe que cria os novos mundos, as muitas moradas. E a Ressurreição é a garantia de que toda a criação não se perderá na corrupção da dor e da morte, pois, em Cristo, o destino glorificado de toda a criação está garantido.

Ou seja: assim como a existência existe pelo sacrifício do Cordeiro Eterno, assim também o novo mundo no qual habita justiça existirá em razão do mesmo amor!

É assim que está decretado que pelo sangue de Sua cruz Ele reconciliou consigo mesmo todas as coisas, quer nos céus, quer sobre a terra”.

 

O Calvário é a consumação histórica do que já tinha sido feito. “Está consumado!”

O Calvário é o lugar onde o mundo testemunhou a graça de Deus sobre todo o homem.

Quem perecerá no inferno? Aqueles que rejeitam a vida, seus nomes serão riscados do livro da vida, aqueles que com liberdade, decidem ser eliminados da redenção eterna, aqueles que não se deixaram lavar suas vestes no Sangue do Cordeiro, aqueles que rejeitaram a luz do evangelho, a luz que ilumina todo o homem, se essa luz não iluminar, as trevas tomaram conta, aqueles que rejeitam nascer do Espírito, aqueles que rejeitam a verdade e a detêm em mentira, aqueles que conheceram a Deus e a graça de ouvir o evangelho e mudaram a glória do Deus incorruptível, em semelhança da imagem de homem corruptível, honraram mais a criatura do que o criador, aqueles de coração duro, como Faraó, obedecendo mais à iniquidade e à mentira, corrompendo-se a cada dia. 

“Deus irá julgar os segredos dos homens, por Jesus Cristo, segundo o meu evangelho.”(Rom.2:16)

Quem irá para o Céu?

Somente os que honestamente crêem nesta graça e esperança pela fé.

Sem a certeza desse amor e desse significado de amor que pré-existe a todas as coisas, que esperança haverá para um mundo que não consegue pensar no futuro com qualquer esperança?

A morte e a Ressurreição de Cristo é a nossa esperança. Nós éramos filhos da desobediência, Adão é o pai da desobediência, éramos por natureza, filhos da ira, como todos os outros. Mas Deus, que é riquíssimo em misericórdia, pelo seu muito amor com que nos amou, estando ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo e nos ressuscitou juntamente com ele, e nos fez assentar nos lugares celestiais, em Cristo Jesus, para mostrar nos séculos vindouros as abundantes riquezas da sua graça, pela sua benignidade para connosco, em Cristo Jesus.(Efésios 2)

Nós que estamos vivos nesta terra, ainda não estamos fisicamente sentados com Cristo, ainda não provamos fisicamente a ressurreição de acordo com (I Cor.15), mas Deus já fez tudo por todos nós. Está consumado. Só falta vir o dia histórico, o dia do Senhor. Só quem rejeita esta graça e não a crê pela fé, é que fica de fora, assim sendo, seus nomes serão riscados do livro da vida. 

Deus abençoe a todos, BOM ANO de 2019.

José Fidalgo.