geral@igrejalighthouse.com

Sim vão, bem como todos os heterossexuais, bissexuais, virgens, eunucos, pessoas boas, pessoas más, mentirosos, adúlteros, ladrões, vigaristas, honestos, prostitutas, prostitutos, na verdade vão todos os seres humanos.

A bíblia nos diz que: “Não há um justo, nem um sequer... Todos se extraviaram e juntamente se fizeram inúteis. Não há quem faça o bem, não há nem um só”. (Romanos 3:10-12) 

“Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus;” (Romanos 3:23) 

“...São dignos de morte os que tais coisas praticam e consentem...”(Romanos 1:18-32)

Jesus Cristo falou mais do inferno do que qualquer outro assunto, a certa altura ele diz: “temei, antes, aquele que pode fazer perecer no inferno a alma e o corpo”(Mateus 10:28)

A igreja Lighthouse tem um canal do Youtube com poucos subscritores, cerca de 126 até ao momento. Esta semana gravei um video sobre: “o demónio do dizimo”. No fundo quis chamar atenção ao tema e ao que parece, está a sortir efeito, porque em dois dias, para um canal com tão poucos subscritores, o video já teve mais de 100 visualizações.
Hoje, não é fácil para um pregador falar sobre dinheiro nas igrejas, e pior, se o assunto for sobre dizimo, eu compreendo muito bem o porquê.
Alguns poucos amigos e pastores, com respeito, chamaram-me atenção, pois que, na opinião deles, é um erro doutrinário.

Salmos 118:22“ A pedra que os edificadores rejeitaram tornou-se cabeça da esquina”.

Quem é esta pedra, que os antigos mencionam? Esta pedra é Cristo.

A igreja de Cristo não começou com os apóstolos. Ela começou bem antes, Cristo é a pedra da igreja. Quem é a igreja, a igreja é constituída por pessoas, que crêem no evangelho de Jesus Cristo, que há muito é anunciado e crido. Os antigos profetas anunciavam o evangelho, muitos o creram. 

Jesus é o Cordeiro imolado antes da fundação do mundo...a nossa redenção foi primeiro do que a criação, assim sendo, antes de existir o homem, já Deus nos tinha redimido, este é o mistério que poucos crêem, mas que as escrituras já falam há muito. Deixo aqui, algumas passagens para meditar:

Jesus Cristo nunca nos mandou abrir igrejas. Ele nos mandou pregar o evangelho e fazer discípulos dele. Como resultado deste mandamento começam a surgir comunidades de pessoas que se juntavam nas casas e em algumas sinagogas de Judeus convertidos. A primeira grande pregação, após Jesus, foi feita por Pedro na rua e cerca de 3.000 pessoas se converteram.

Assim começou a divulgação do evangelho de Jesus Cristo, nas ruas, nas casas, em algumas sinagogas, os discípulos se multiplicavam todos os dias, não havia bíblias, apenas as antigas escrituras e a pregação dos apóstolos, eles sim, tinha presenciado a tudo, com Jesus, desde o inicio.

Daí que, não havendo o evangelho escrito, mas apenas o falado, os discípulos cresciam no fundamento dos profetas e dos apóstolos, isto é, dos antigos profetas e dos  apóstolos de Jesus Cristo, daquele tempo e não os de hoje.

Efésios 2:20 – “Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina”;  Actos 10:43 – “A este dão testemunho todos os profetas, de que todos os que nele crêem receberão o perdão dos pecados pelo seu nome”. O evangelho de Cristo e as cartas dos apóstolos ainda não tinham sido escritos, as pessoas os ouviam e confirmavam com as testemunhas, Paulo chega a referir um bom número de testemunhas de Cristo, cerca de 500 discípulos que tinham andado com o Senhor, muitas dessas palavras com o que os discípulos e os apóstolos pregavam, eles testificavam com as escrituras deixadas pelos profetas antigos. Estou a lembrar-me do Eunuco que lia o profeta Isaías e Filipe, um dos discípulos, evangelista, guiado pelo Espírito Santo explicou ao Eunuco de quem Isaías falava.

O texto que vão ler abaixo, foi escrito pelo pastor Caio Fábio.

Subscrevo todas as palavras e creio 100% do que ele escreve sobre a ordem de Melquizedec.

Segue texto na integra (português do Brasil) 

 

"Hoje, entretanto, não sinto a menor obrigação de ser defensivo e explicativo em nada. O que creio, isto falo; e não me explico no meu crer.

Desse modo, a fim de também simplificar ao máximo este texto e fazê-lo também sucinto, apenas descreverei o que creio sobre a Ordem de Melquizedeque, conforme mencionada nas Escrituras.

Melquizedeque aparece do nada, sem antecedentes e sem explicações. Abraão encontra com ele e se verga diante dele, e lhe paga o dízimo de tudo quanto tinha consigo. Melquizedeque abençoa a Abraão. Então, assim como veio, ele vai, sem deixar vestígios.

Mais tarde, séculos depois disto, Melquizedeque aparece nos Salmos, quando, também do nada, se diz que o Senhor jurou que Seu Enviado seria feito Sumo Sacerdote, segundo a Ordem de Melquizedeque. Somente isto e nada mais.