geral@igrejalighthouse.com

Desde que me conheço sempre tive o desejo no meu coração de ajudar as pessoas. Gosto bastante de ajudar, e de poder de alguma forma,ser um meio de alívio para alguém.

Contudo, por vezes as circunstâncias da vida e as dificuldades em todos os aspectos que enfrentamos,ficamos tímidos e envergonhados,deixamos de falar de Cristo,das boas novas,daquilo que Jesus veio fazer à Terra a outras pessoas. A nossa mente  paralisa e começamos a sentirmos por vezes limitados, e  atentamos  para aquilo que vemos à nossa volta,as nossas falhas,erros e limitações! Quem já passou por esta situação na sua vida como Cristão?

Quero dizer, que na minha opinião, em todos os momentos é possível falar,é possível ajudar,é possível evangelizar. Em primeiro lugar,nos como Cristãos não temos que anunciar o nosso testemunho e experiência com Jesus,mas sim anunciar o Reino de Deus,falar da Salvação. Nós não temos que falar de nós próprios,mas de Jesus porque Ele é quem salva!”Porque isto é agradável diante de Deus,nosso Salvador,Que quer que todos os homens se salvem,e venham o conhecimento da verdade;Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os Homens,Jesus Cristo,homem o qual se deu a si mesmo em preço de redenção por todos para servir de testemunho a seu tempo” (I TIMÓTEO 2:3 a 6).Em segundo lugar,não adianta dizer “Senhor eu te amo”, e não amamos o nosso próximo, quando vimos alguém na rua a precisar de atravessar a estrada,ou alguém com fome;isto é algo que Deus tem trabalhado no meu coração ,pois os mandamentos se resumem :primeiro amarás o Senhor teu Deus,e depois amarás o teu próximo como a ti mesmo (Lucas10:27). Quanto mais eu amo a Deus,quanto mais eu busco a sua Palavra,quanto mais eu busco em agradá-lo,estar atenta a sua voz,mais facilmente vou amar o meu próximo.

Não é com sua conta “bancária recheada” que você vai ter mais vontade de ajudar, e de amar as pessoas, é a medida que nós nos aproximamos mais de Deus,mais vontade e capacidade vamos ter de amar as pessoas,ajudá-las,etc.

Há até uma passagem bíblica, em João 21:15,em que Jesus perguntou três vezes a mesma pergunta a Simão Pedro :Amas-me? Apascenta as minhas ovelhas. O amor a Deus envolve uma acção continua e no presente.

Terceiro lugar,não precisamos de ser ricos para marcar  a diferença na vida de alguém,não necessitamos de bem materiais,necessitamos sim de nos aproximarmos mais de Deus e da sua Palavra e praticá-la.

Quando isto se fez luz na minha vida,não vi mais limitações,mas vi que quando nós nos propomos a praticar a Palavra de Deus, o Espírito Santo é connosco e guiará o nosso caminho.

 “Quão suave São, sobre os montes, os pés do que anuncia as boas novas,que faz ouvir a paz,que anuncia o bem,que faz ouvir a Salvação que diz a Sião: O teu Deus

 Reina!” Isaias 52:7

Não é que eu seja abastada,mas o pouco que tenho sempre compartilho com alguém,com irmãos,às vezes sou impulsionada a fazer um simples telefonema a uma determinada pessoa,já estou ajudá-la,com uma Palavra de animo e encorajamento,estarmos atentos às necessidades de cada um e se puder ajude.”Bem aventurados os misericordiosos,porque eles alcançarão misericórdia” Mateus 5:7

Experimente, chegue-se a Deus, busque a Palavra, e faça a diferença na sua casa, na sua rua, na comunidade, no bairro, na vida de alguém.

Deus abençoe!